segunda-feira, 24 de maio de 2010

IMBECILIDADE OFENSIVA...

Disseram que meus textos foram de uma imbecilidade que desmereciam qualquer argumentação contra ou a favor. Me refiro aos primeiros textos a cerca da questão vegana...

Ser chamado de imbecil foi A PRIMEIRA OFENSA PÚBLICA explicitamente INCOMPETENTE QUE SOFRI... incompetente... mas ainda sim OFENSA, muito embora esses textos "imbecis" tenham sido precursores de uma discussão mais profunda. Fazendo com que os "pensadores" lembrassem da complexidade da causa.

Sinceramente, não esperem eufemismos... estou me justificando, não me desculpando.


Tiago de Oliveira

20 comentários:

  1. Abaixo os eufemismos, portanto!

    E justificações são sempre bem-vindas, ainda que nem sempre compreendidas ou aceitas ou ambos.

    Quando às ofensas públicas, estas andam de mãos dadas com a provisoriedade da burrice da bruxa rameira...

    WPC>

    ResponderExcluir
  2. Quando à relação causa-efeito entre a acusação e a discussão posterior... Estão vendo? (Quase) TUDO serve para alguma coisa, inclusive filmes ruins e a auto-alegada tônica pueril do texto de Ninalcira, que eu gostei, o detalhe das baratas vai longe, ainda que eu não entenda aqui onde meu problema pessoal com gatos se aplica (risos)

    E, gente, já que foi declarado que a PRÁTICA é que verdadeiramente conta, vamos falar de outras coisas também? À noite, publico foto minha se masturbando aqui, visse?

    E viva o Apichatpong Weerasethakul, que entende de bichos e de bichas (hehehe), humanos, desumanos, não-humanos e forçosamente desumanizados pela tecnologia capitalista !

    WPC>

    ResponderExcluir
  3. Essa não foi compreendida, tão pouco aceita... bjos da bruxa burra e rameira, certamente menos afetada que os pseudos moralistas que tanto ama...

    T.

    ResponderExcluir
  4. E se publicar fotos suas se masturbando aqui, não vou resistir e tb porei as minhas... adoro sacanagens pseudo-artíticas.

    Mas vou logo avisando, não é coisa muito bonita.

    T.

    ResponderExcluir
  5. Pensando melhor, só o farei se Nina me permitir, já que foi ela quem me convidou a participar desse Blog. Nada mais justo.

    ResponderExcluir
  6. uma vez uma amiga minha, que se tornou vegetariana após o início de um namoro com um vegan, devorou um cachorro quente logo após brigar com ele.
    incrivelmente neste exato momento, ao invés de querer o veganismo, eu sinto uma puta vontade de comer um boi inteiro na brasa.
    estou descontando nos animais errados!

    ResponderExcluir
  7. O comentário de Tatiana aagora inviabiliza qualquer réplica digna!

    E, sim, estás descontando nos animais errados sim...

    Minha foto de masturbação até que é bonitinha, Tiago. Divertida, na pior das hipóteses (heheheeh)

    WPC>

    ResponderExcluir
  8. eu só queria que aparecesse gente me apresentando argumentos de defesa do veganismo, mas o que apareceu foi um bando de gente desferindo agressões.
    isso é digno, pois!

    ResponderExcluir
  9. cansei desse blog.. podem xingar minha mãe... não vou acompanhar mais... vou ver um filme bom...

    ResponderExcluir
  10. Veja!
    Quem dera eu pudesse fazer o mesmo agora...

    E, por falar em filme bom, insisto: Apichatpong Weerasethakul está na área. Que tal uma maratona erótica, Wesley da boca gostosa? (Risos) Melânia está aqui me contando o que tu aporntaste na última festa de Letras (risos)

    WPC>

    ResponderExcluir
  11. Topadíssimo!!! Adoooro e você sabe disso, joguemo-nos!

    E você nem pense em "fazer o mesmo", senão não responderei por mim... hahahahaha...

    Beijocas!

    =***

    ResponderExcluir
  12. P.S.: Vou no DAA e monto um barraco!

    ResponderExcluir
  13. "OH pai, perdoa-os porque não sabem o que falam" e hoje mesmo estarão no reino dos céus, assim a graça se fez! mas Cristo não contou com a segunda parte da frase da doce Nina- criamos outros tantos dêmonios!

    Tiaguinho como posso dizer que não te amo mesmo que você me odei agora, e Tati te amo também mesmo você achando que eu só queria te ofender, não volte a comer carne, siga o caminho da salvação, digo, do vegetarianismo!

    e Nina te amo e wesley de castro e wesley soares também amo voces.

    e caramba acho que pensamos bastante,

    beijo no coração de voces!

    Jadito

    ResponderExcluir
  14. http://gomorra69.blogspot.com/search/label/vegetarianismo

    Copie e cola na barra...
    São alguns de meus pontos de vista, todos obviamente sujeitos a comentários, visse?

    De resto, sigamos em frente!
    Viver é gostoso!

    WPC>

    ResponderExcluir
  15. Jadito, nunca te odiarei, não verei nunca razão para isso, só permita que eu me irrite com vc também, é que ao contrário de vc não consigo explodir imediatamente, espero e depois explodo.

    Assim, em um blog, vcs aí, e eu aqui.

    Agora quem eu sei que deve estar me odiando é Wesley PC, esse eu tenho certeza... E (detalhe), a raiva que guardava sobre esse tema era de vc e não dele, e isso, é muuuuuiiitttooo engraçado.

    Me chamou de bruxa, de burra, de imbecil, e se ofendeu porque joguei-lhe na cara o problema pessoal que tem com os felinos (assim como Hitler e os judeus), NÃO QUERO MAIS ENCRENCAS.

    (risos),

    Estou com uma dor de cabeça absurda... Hoje, acho que me baixou uma entidade do mal... dor de cabeça infeliz...

    Que pena que Nina não se pronunciou quanto às fotos de masturbação.

    ResponderExcluir
  16. Tiago, vou te ligar AGORA!
    Dou-lhe 1, dou-lhe 2...
    Trimmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm

    WPC>

    ResponderExcluir
  17. Tiaguito nina diz que voce pode colocar as fotos de putaria, ela não liga!

    xeru!

    Jt e nina

    ResponderExcluir
  18. Óia! sei vagabundinho, só acredito se Nina postar...

    xeru.

    ResponderExcluir
  19. eu não podia deixar de visitar o blog à noite para ver o que foi dito por vocês.. sou curiosa..
    não me arrependo de ter deixado o blog..
    blog pra mim sempre foi uma coisa muito pessoal.. o meu tem uns seguidores que eu nem sei quem diabos são, mas geralmente eu me sinto falando com as paredes quando escrevo pro blog, mesmo publicando na internet...
    aqui faltou solidão... cheguei a produzir sentimentalismos baratos que, acredito, só serviam num espaço só meu... onde eu achasse que estava falando com as paredes - mesmo não estando não.
    saí do blog porque depois de pouco debate sobre o veganismo e muitos ataques pessoais, eu fiquei chateada porque na hora em que eu escrevi aquele texto ele era REALMENTE um desabafo, realmente UMA CRISE de uma pessoa FRACA SIM. não sou nenhuma grande revolucionária, sou alguém que trabalhou no jornal que mais odiava porque estava na pior, sou alguém que não cumpre promessas... e eu entrei na onda dos ataques pessoais mesmo, quem achou ruim que não tivesse começado.
    porque eu citei a história da carne de vitela ficou parecendo que eu sou da juventude fã de A carne é fraca, quando na verdade todo o meu argumento é centrado no fetiche - no fato de que não vemos o sofrimento, só a gostosura da carne, do leite, etc, a beleza da propaganda. inclusive eu acho que a carne de vitela serve muito bem pra ilustrar o problema fetiche versus sofrimento. e tudo que escrevi, da introdução, passando pelo desenvolvimento até a conclusão, fala do problema da visibilidade. também nunca vi ninguém da juventude A carne é fraca dizendo que é de boas matar pra comer (nao to dizendo que quem não concorda com matar seja dessa juventude).
    o fato é que eu saí do blog porque depois disso tudo eu não me sinto mais confortável pra expressar minhas opiniões, porque aí não haverá contra-argumentos e sim comentários que denigrem o meu jeito de escrever e o que eu sou. não duvido aqui que algumas pessoas do blog realmente gostem de mim, só tô sem saco pra isso, sabe?
    como também não me sinto à vontade pra ter meus devaneios sentimentais por aqui.
    eu cá com meus sentimentalismos e minhas crises...
    como deixei claro, não sou nenhuma vítima, pelo contrário, parti pra briga também e enchi o saco dos outros.
    agora quem tá sem saco sou eu.
    olhei pra Kika hoje e ela me disse: vocês humanos são todos uns idiotas.

    ResponderExcluir