sexta-feira, 24 de junho de 2011

“DESCULPE, DESCULPE, DESCULPE”...

Estas palavras são repetidas diversas vezes seguidas na trilha sonora proto-gregoriana de “Erótica, a Fêmea Sensual” (1984), filme do Ody Fraga que vi recentemente e que me fez lembrar bastante de minha amiga erotizada e passional Ninalcira Sampaio. Eu não sei se ela conhece este filme, mas, se ela precisar de ajuda para se crucificar nua à beira da praia, estou aqui, visse?

Wesley PC>

3 comentários:

  1. Então, Jadão, tu que não estás acostumado com a qualidade superior de nossas pornochanchadas, olhe novamente para a foto e diga: dá ou não dá vontade de assistir sem parar a estes filmes?!

    E olha que esse que destaco é ruim, já é de 1984, quando o gênero estava em decadência e sucumbindo ao sexo explícito. Em nota, ERÓTICA, A FÊMEA SENSUAL é péssimo (1,8 no máximo), mas em potência e essência, ai!

    WPC>

    ResponderExcluir